sábado, 2 de maio de 2009

VR 1 - De tudo, fica o carinho!

Não chegou a dois anos, mas foram alguns dos nossos dias mais bem vividos o período em que moramos em Volta Redonda. Sempre que me lembro de lá, é com um misto de alegria e saudade. Foi um período intenso, de muita amizade, muita alegria, festas, passeios, boas comidas e até enchente. Tudo era diversão, éramos casais jovens, com filhos pequenos e cheios de desejo de fazer dos nossos casamentos algo muito bom para toda a vida. As amizades ficaram para sempre, ao menos na nossa lembrança. Com algumas amigas queridas, o contato permanece, com outros, temos notícias esporádicas, mas a amizade iniciada ali está viva na lembrança. De vez em quando rio sozinha lembrando alguma coisa. Uma vez estávamos prontos para ir a Penedo, se não me engano. Rosane estava amamentando sua caçulinha, Nanda, na varanda , vestida com uma blusa de lã azul e, quando me viu, entregou a tesoura pedindo que eu cortasse um fio puxado da blusa, que estava aparecendo. Falei que não podia fazer isso porque ia estragar a roupa. Então ela pediu ao meu marido pra fazer. Na mesma hora, com a maior boa vontade de sempre, ele cortou o fio...e a blusa virou um buraco só, desmanchou a frente todinha. Nem me lembro se ri primeiro ou se dei bronca nele antes, mas sei que deste momento não me esqueci. Lembro da cara dele, desconcertado, e dela, com o sutiã aparecendo e rindo da situação com a bebê no colo. Coitado, como podia imaginar que um pedacinho de fio, pequeno, fosse fazer um estrago daqueles??? Neste momento, escrevendo aqui, dentro das minhas lembranças de antigamente, me penitencio: dou bronca demais no meu amor. Não sei como ele consegue me agüentar. Claro que, depois de 36 anos juntos, os pequenos defeitos já viraram uma montanha assustadora, tanto os meus quanto os dele, mas preciso me penitenciar e tentar ser menos rabugenta com esse homem que nem falta adivinhar o que quero ou preciso. Ele já sabe antes de mim. E me cobre de atenção e cuidados. Nessa lembrança deliciosa, de repente, veio essa imagem de mulher chata, que reclama, que não dá espaço pra ele fazer as coisas e errar, o que é normal. Eu brigo antes, durante e depois. Credooooooooooooo..... Não pode ser normal! Hummmm...preciso mudar, urgentemente! Essa imagem me pesou....

2 comentários:

Rosane disse...

Amiga do meu coração,
Que delícia é ler isso tudo que vc escreve.
Mas, essa da minha blusa azul com a Nanda no colo eu adorei!!! Maravilhosos tempos! Mas, vamos lá escrever as nossa façanhas juntas. Já está sendo muito bom.
Parabéns pelo eterno bom-humor!!!
Beijos,
Rosane.

Veronica disse...

Tenho tao boas recordações daquele tempo, vc nem imagina. A cada hora vem algo bom na minha memória e meu coração se enternece.
Amo vcs!
bjssssssssssssss